Google

03 maio 2007

A Jardineira é a Dell. Os trouxas somos nozes.

Tá certo que todo mundo quer enganar todo mundo, mas querer fazer o povo de trouxa na cara dura com uma campanhazinha marketing, pera lá, né?

Nada contra campanhas, aliás, eu as adoro. Alguém aí viu a campanha do Axe? É fenomenal... um vídeo no YouTube com uma menininha bonitinha, que fala o número de um telefone "sem querer" e faz um strip-tease. Ou deveria dizer strip-teaser? O vídeo acaba e você fica com aquele ar de "e agora?" Daí você se lembra que a moçoila falou um número de telefone, volta lá pro início do vídeo e liga pra ela. E não é que ela te atende? Tá bom, é uma gravação... mas é a voz dela... e ela falou comigo! Oba, o ensaio está no ar... é só acessar: www.axe.com.br. A deixa foi dada... lá vamos nós para a página dos caras. Quando abro o site me deparo com algo fantástico: "Million Axe Home Page": A melhor solução dada para o "million dolar home page" até hoje: Tem umas fotos da rapariga cobertas por vários "axe's" (não são machados, são do desodorante mesmo) e você pode, apenas caso você se cadastre, clicar em um pequeno quadradinho e removê-lo da página, exibindo alguma parte da guria. Porra, do caralho, né não? Isso sim é campanha :)

Agora, imagenzinhas em sites divulgando promoções são básicas, e básicas pra cacete. Nada melhor do que ser direto e sincero, né? Quem dera... entro no site da Folha e, como de praze, um popup tenta me assustar. Juro que não sei por que esse pessoal ainda insiste nisso... parece sua visita é indesejada, e que esperam te assustar para você não voltar mais. Pior que isso, só aquelas imagens que ficam "voando" pelo texto... quem gosta disso são só as agências de publicidade, que cobram uma nota pela peça, e garantem pro cliente que isso dá um resultado fantástico. Eu só vejo 4 possíveis targets para essas peças:

  • Gente que nem percebe;
  • Gente que odeia e clica em fechar de cara;
  • Gente que gosta, tenta clicar, mas não tem coordenação motora para seguir a peça com o mouse, e acaba por desistir;
  • Gente que gosta e clica (agências e a própria empresa).
Agora, imagine que você tenha uma promoçãozinha mais ou menos no teu site e quer anunciar em um grande site. Você paga uma graninha pela peça (que nem fica tão bonita quanto você quer), paga mais uma pequena fortuna para o(s) portal(is) e o resultado final é: ex-futuros-clientes.

A regra é clara, como diria aquele fulaninho lá da globo: Ninguém gosta de se sentir enganado. Em português claro: "Trouxa é a puta que te pariu".

Os caras fazem uma peça oferecendo "computadores à partir de R$ 799", com uma foto bacanuda, de um gabinete legal e um monitor lcd, etc... pensei: "Opa... tá na hora de aposentar aquela lata-velha que tenho lá em casa...", mas daí eu forço um pouquinho 'as vista' (o zóio) e leio, no rodapé: aliás, nem vou transcrever... veja com seus próprio-zóio:


Agora repitam comigo: "Hey! Dell! Toba-do-tatu...."

Nenhum comentário:

Não deixe de ler também: