Google

11 abril 2007

Parece piada: Pais tentam batizar filho com nome do elfo Lehgolaz no Paraná

Antes de iniciar sua leitura, leia esta página:

Pronto, já riu bastante? Vamos lá então.

Você conhece algum brasileiro com nome estranho?? Grande merda novidade... nesse país onde os pais perdem o senso de ridículo quando nascem seus filhos, vemos algumas várias aberrações nomenclaturirísticas (caraca, essa eu inventei agora): É metade nome do pai, metade nome da mãe (como se a criança fosse uma pizza mezzo-à-mezzo), é o nome do pai com "traços" do nome da mãe, é um nome baseado em alguma palavra ou expressão estrangeira (vide: Rauarium, Valdisney), nomes em sequência (Zé Roberto, Humberto, Doisberto)... e agora, AGORA, não querem deixar os pais de uma criança batizarem o fedelho de Lehgolaz (légolas, do Senhor dos Anéis).

Tudo bem, existe a lei federal 6.015, que afirma que "os oficiais do registro civil não registrarão prenomes suscetíveis de expor ao ridículo os seus portadores", e, inclusive, diz que a Justiça deve ser acionada para resolver os (possíveis) conflitos. Mas, pera lá.... eu chego a duvidar que essa lei já tenha sido usada alguma vez, dados os nomes estranhos que eu conheço e/ou já ouvi falar. Tá aí a lista de nomes engraçados do início deste post para provar.

Õooooo seu dotô, deixa o minino em paaaaz. Vai que ele goste da brincadeira e vire arqueiro? Imagina, nos jogos olímpicos de 2030 (estou com preguiça de fazer as contas para cada 4 anos, então falo da primeira olimpíada após este ano) se o Brasil leva uma medalha de ouro no arco-e-flexa por causa de um arqueiro chamado, Légolas?

Inclusive, qual era o nome daquele anão do filme? Vou sugerir para um amigo meu, que será papai em breve.

Fonte desta piada matéria: Folha Online.

Nenhum comentário:

Não deixe de ler também: