Google

08 março 2007

Homenagem ao dia da Mulher ou quase....

Ontem encontrei o Coriolando Masqueta em um bar na região do porto de Santos, Santos aquela cidade linda que é conhecida pelo seu famoso ovário, ovário este que tem até um leão marinho, eu também tenho um ovário em casa, um ovário enoooorme, tem até um mergulhador que solta bolhinhas pelo orifício tobalístico, precisam ver que lindo.
Mas então, Coriolando estava todo eufórico pois ia encontrar a sua amiga que trabalha ali na região do porto, garota essa com influências internacionais, pois é muito requisitada pelos marinheiros de todo o mundo que aportam em Santos, Coriolando tinha se preparado todo, pois iria dar o seu presente do dia da mulher antecipado a sua amada e pura Creonice, Creonice não gosta tanto assim dele, pelo fato de ser muito cabeludo, para ter ideia toda vez que ele vai ao banheiro precisa pentear para os lados os cabelos das suas nádegas e não é raro tem que passar um gelzinho também.
Ahhh o presente o presente foi o que mais me revoltou, ele tinha um Tuelho empalhado, perguntei como ele conseguiu encontrar o raro tuelho maldito da tasmania filho de tuelhos africanos criado por tuelhos italianos que tem os pelos penteados com azeite de oliva extra virgem das ilhas canárias produzidos por lindas asiáticas de coxas roliças e seios fartos massageados todas as manhãs pelos famosos aumentadores de seios franceses, ele me disse que encontrou esse raro exemplar na casa de um amigo o Tuilho, fiquei sabendo também que ganhou esse tuelho maldito como presente, pois prestou serviços sexuais ao nosso amigo Tuilho fazendo a famosa massagem com pena de marreco marroquino verde esmeralda metalico, que comprou na 25 de Março vendido pelo senhor Hamuchebendo, e como deixou o tuilho satisfeito recebu esse presente.
Após esse relato breve quero informar que devemos amarrar o Tuilho em uma oliveira nu e passar mel e todo o seu corpo e soltar formigas africanas vermelhas fogo douradas em seu corpo para que aprenda a lição de que nunca, jamais deveria ter entregue o tuelho maldito apenas por troca de favores sexuais, não esquecendo claro que restam apensas 1 trilhão novencentos e noventa e cinco bilhões vinte e quatro milhões (ui) de exmplares dessa rara espécie, não podemos deixar mais isso acontecer.

Ahhh e feliz Dia das Mulheres agraciadas por nós, seletos membros e apreciadores do Toba, lembrando que nós homens não queremos um dia só para nós, pois foi preciso um maníaco dono de uma fábrica prende-las dentro e atear fogo na fábrica, pois elas queriam apenas um descanso e estavam reclamando das jornadas intermináveis... maldito, tomara que seja encontrado no inferno pelo Toelho Maldito das Trevas.

Um comentário:

Thaís Jansen disse...

vejamos...
falando tão descritivamente, atté parece uma mulher.
que bela homenagem!

Não deixe de ler também: